Starbucks planeja expansão nos países nórdicos

Criticada por analistas por seu crescimento lento na Europa,a empresa vai abrir a primeira de uma série de lojas em Oslo, na Noruega, no próximo ano, e depois expandir para Estocolmo, na Suécia

Paula Moura, da Agência Estado,

26 de setembro de 2012 | 20h24

NOVA YORK - Após décadas praticamente ignorando o maior mercado consumidor de café do mundo, o Starbucks planeja aumentar sua presença nos países nórdicos, informa matéria do Wall Street Journal a ser publicada nesta quinta-feira.

A empresa, criticada por analistas por seu crescimento lento na Europa, vai abrir a primeira de uma série de lojas na capital da Noruega, Oslo, no próximo ano, e depois expandir para Estocolmo, na Suécia.

Atualmente, a empresa americana de Seattle tem oito lojas nesses países, a maioria próxima de estações de trens ou em aeroportos. Em um esforço de atrair mais consumidores, o Starbucks assinou um acordo com uma empresa norueguesa - Umoe Restaurant Group - para tentar construir uma rede mais robusta numa das economias mais saudáveis do mundo.

O Starbucks tem um valor de mercado de US$ 38 milhões e 8,5% de sua receita anual vem de vendas na "região da Europa", que inclui a África e o Oriente Médio. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
StarbucksEuropanórdicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.