Stédile ataca ministros que valorizam comércio exterior

Sem citar nenhum integrante da área econômica do governo, o coordenador nacional do MST João Pedro Stédile atacou hoje a valorização do comércio exterior. "Fico p... da vida com a ignorância de certos ministros que vão todo dia à televisão pregar que a exportação é a solução. O dólar entra no Banco Central e volta como pagamento da dívida externa. Essa riqueza das exportações não circula na nossa sociedade."Stédile classificou como "uma vergonha" a proposta comercial que está sendo elaborada em conjunto pelos países do Mercosul para ser apresentada à União Européia. Para ele, haverá muitas concessões aos europeus que poderão levar produtores brasileiros "à falência". O líder sem-terra voltou a criticar os meios de comunicação, pelo "pensamento único e burro do neoliberalismo".Defesa da educaçãoNesta quarta-feira, Stédile participou de palestra para comerciantes na 45ª Convenção Nacional do Comércio Lojista. Convidado a falar na mesa redonda sobre responsabilidade social, Stédile disse aos empresários que eles não deveriam ficar restritos às "esmolas" e "pequenos projetos de caridade" e cobrou do governo ações voltadas para três pontos: distribuição de renda, prioridade na educação e mercado interno."O que liberta as pessoas é o conhecimento e a educação. É isso que o governo deveria garantir, e não se auto-elogiar porque aumentou a distribuição de cesta básica. Nenhuma família em sã consciência está satisfeita porque recebe cesta básica, que é uma afronta à dignidade. O povo quer trabalho e educação", disse, sob aplausos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.