Steinbruch fecha acordo com a CVM

O presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Benjamin Steinbruch, fechou acordo com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para extinguir um processo administrativo, mediante pagamento de R$ 350 mil. A proposta de pagamento foi feita por Steinbruch. Ele foi acusado, por também ser diretor de relações com investidores da CSN, de deixar de publicar fato relevante sobre negociações para a compra da siderúrgica Corus, depois de o assunto ter sido noticiado pela imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.