Stephanes: escassez de insumos pode limitar produção

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, admitiu hoje que a escassez mundial de insumos agrícolas pode ser um limitador para o aumento da produção de alimentos na próxima safra. Ele avaliou que os preços das vitaminas, agrotóxicos e fertilizantes estão elevados no mercado externo e que há um temor da falta desses produtos.O ministro acrescentou que a edição das Olimpíadas este ano na China é um complicador para a oferta mundial de insumos, já que as fábricas terão de fechar as portas dois meses antes da competição, para diminuir os índices de poluição no país.Em relação ao plano do governo de estimular o plantio de determinados produtos agrícolas, o ministro disse que as conversas são iniciais e que não há ainda uma decisão sobre os mecanismos que serão adotados pelo governo. Stephanes observou, porém, que a idéia é estimular o plantio de produtos "sensíveis" e citou como exemplo o feijão, arroz, milho e trigo.Cana-de-açúcarO ministro fez estas declarações ao chegar, no fim da manhã, para uma reunião com os produtores independentes de cana-de-açúcar. Um dos pedidos que será apresentado aos ministro é a garantia de um preço mínimo para o produto. Stephanes comentou, no entanto, que a dificuldade é encontrar um mecanismo que garanta esse tipo de política. Ele pediu calma e cautela aos produtores independentes e aos usineiros, no que se refere ao aumento da produção de cana no País. "As perspectivas são positivas, mas o mercado não é tão elástico como se imagina".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.