Stephanes: proposta resolve até 80% da dívida rural

Ministro defende a redução dos encargos que foram adicionados ao débito inicial nos últimos anos

FABÍOLA SALVADOR, Agencia Estado

18 de março de 2008 | 15h08

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, afirmou hoje que a proposta do governo para a renegociação das dívidas dos produtores rurais resolverá de 70% a 80% da questão do endividamento. O ministro admitiu que a proposta que será divulgada na próxima terça-feira não "resolve todos os problemas". "É difícil agradar a todos. Alguns deputados ainda vão reclamar", resignou-se o ministro ao discursar durante reunião do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Agricultura (Conseagri), em Brasília.Ele calculou que produtores que tenham débitos inscritos na Dívida Ativa da União (DAU) terão seus débitos "desengordurados", ou seja, o ministro defende a redução dos encargos que foram adicionados ao débito inicial nos últimos anos. Depois desse corte, os produtores poderão pagar os débitos com cinco anos de prazo. Além disso será dado um desconto proporcional ao tamanho da propriedade, que vai oscilar de 60% a 30%.Segundo o ministro, cerca de 20% a 30% do endividamento agrícola ficará para uma próxima etapa de negociação. "Será preciso ter uma terceira ou quarta etapa até colocar o assunto em ordem", ressaltou. Ele admitiu que é difícil negociar o assunto dentro do próprio governo. "Não é fácil convencer todos os atores", salientou o ministro, citando nominalmente o Tesouro Nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.