carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Stephanes:País busca mais matéria-prima para biodiesel

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, disse hoje que a meta do governo, de adição de 5% de biodiesel ao diesel, pode ser antecipada. O cronograma inicial previa a adição em 2012. O ministro disse, no entanto, que é um desafio para o Brasil encontrar matérias-primas que permitam o incremento da produção de biodiesel. Ele ressaltou que a alta dos preços da soja no mercado externo inviabilizou a produção do combustível a partir da oleaginosa. Exemplificou dizendo que um hectare de cana-de-açúcar permite produzir 12 mil litros de álcool, enquanto o rendimento do biodiesel na mesma área é muito inferior. No caso da mamona, o rendimento é de mil litros por hectare e, o dendê, que é a matéria-prima mais viável para a produção de biodiesel, tem rendimento de até 6 mil litros por hectare. O problema dessa matéria-prima, segundo o ministro, é que ela só se adapta em algumas regiões do País, principalmente na Amazônia. Na Bahia, as plantas de dendê têm acidez acima do desejado para a produção de biodiesel.Ele também citou como outra planta "promissora" o pinhão manso. Ele disse que há 12 variedades de pinhão manso no Brasil, mas que elas não são "domesticadas", por isso a produção em escala comercial depende de pesquisas que podem levar de cinco a dez anos.

FABÍOLA SALVADOR, Agencia Estado

12 de setembro de 2007 | 13h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.