STF adia também julgamento de recurso sobre o ICMS

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), ao adiarem, nesta tarde, o julgamento da ação direta de constitucionalidade (ADC) que trata da inclusão do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na base de cálculo da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), adiaram também a apreciação do recurso que pede a exclusão do ICMS da base de cálculo da Cofins. O recurso foi apresentado por uma distribuidora de peças. Os julgamentos da ADC e do recurso foram adiados porque o ministro Marco Aurélio de Melo pediu vistas à ADC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.