STF não concede liminar a habeas-corpus para Dantas

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, não concedeu liminar hoje para libertar o sócio-fundador do banco Opportunity, Daniel Dantas, preso ontem pela Polícia Federal na Operação Satiagraha. Mendes, porém, atendeu a uma parte do pedido feito pelos advogados de Dantas, para que tenham acesso aos autos do inquérito. Na decisão, o presidente do STF pede informações à Justiça de São Paulo sobre as razões do pedido de prisão.O advogado de Daniel Dantas, Nélio Machado, afirmou hoje que ainda não teve acesso aos autos que motivaram a prisão de seu cliente. Ele disse que foi informado pela Justiça de que o acesso aos documentos só seria permitido após o fim das diligências policiais. Dantas foi preso em operação da PF que apura desvio de recursos públicos, crime contra o sistema financeiro nacional e evasão de divisas. Também estão presos o investidor Naji Nahas e o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.