STF nega liberdade a presos na operação Kaspar II

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, indeferiu pedido de habeas-corpus para Iria de Oliveira Cassu e Milton José Pereira Junior. Eles são acusados de integrar um esquema organizado por financeiras suíças dedicado à prática de crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. O grupo foi desmontado pela Polícia Federal na operação Kaspar II, realizada em meados de novembro de 2007.Iria e Pereira Junior solicitaram extensão da liminar concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski à doleira Claudine Spiero, acusada no mesmo processo, alegando que se encontravam na mesma situação processual que ela. A ministra Ellen Gracie, no entanto, não concedeu a liminar.A presidente do Supremo apoiou-se no parecer da Procuradoria Geral da República, pelo indeferimento do pedido. Nele, se afirma que Claudine comprovou possuir bons antecedentes, residência fixa e profissão definida e ainda propôs entregar seus passaportes brasileiro e canadense em juízo, demonstrando, assim, disposição de submeter-se às autoridades policiais e judiciárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.