STF pede mais dados para avaliar liberdade de Dantas

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, decidiu não analisar imediatamente o pedido feito pelos advogados do sócio-fundador do Opportunity Daniel Dantas e de sua irmã, Verônica, para que sejam colocados em liberdade. Mendes solicitou mais informações à 6ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária de São Paulo, sobre os motivos do pedido de prisão dos dois.Na decisão, de 11 páginas, o ministro do STF solicita ainda ao juiz da 6ª Vara que as informações sejam encaminhadas imediatamente ao tribunal, para que então ele possa analisar o pedido de liberdade.Gilmar Mendes atendeu a outro pedido dos advogados para que tenham acesso aos autos do inquérito. "Esta Corte tem assegurado a amplitude do direito de defesa em sede de inquéritos policiais e originários, em especial no que concerne ao exercício do contraditório e ao acesso de dados e documentos já produzidos no âmbito das investigações criminais", disse o ministro na decisão.

FELIPE RECONDO, Agencia Estado

09 de julho de 2008 | 15h23

Mais conteúdo sobre:
prisãoDaniel DantasSTF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.