bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

STF reconhece indenização por quebra do Coroa Brastel

O Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu o direito de uma corretora receber indenização de cerca de R$ 400 milhões pelos alegados prejuízos decorrentes da quebra do grupo Coroa Brastel, há mais de 30 anos. A decisão foi tomada pelos ministros da 1ª Turma do STF. Eles aceitaram um recurso da corretora PEBB, que investiu em papéis do grupo Coroa Brastel e sustentou que o Banco Central (BC) teria sido omisso em relação à fiscalização. Em tese, ainda é possível haver recurso. Nas últimas décadas, investidores e corretoras moveram ações contra o BC alegando que o grupo não teria sido fiscalizado de maneira rigorosa.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agencia Estado

25 de março de 2014 | 17h46

Tudo o que sabemos sobre:
STFindenizaçãoCoroa Brastel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.