STF suspende julgamento dos planos econômicos

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu adiar o julgamento dos planos econômicos por tempo indeterminado. A Corte aceitou o pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) sobre a necessidade de fazer nova diligência para verificar alegação da União de que houve erro em parecer pericial. A PGR tem dúvidas sobre dados, do parecer anterior, que indicam que houve ganho de mais de R$ 400 bilhões por parte das instituições financeiras com a implementação dos planos econômicos entre 1980 e 1990.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.