carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Strauss-Kahn renuncia como chefe do FMI em meio a acusações

Dominique Strauss-Kahn renunciou como diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), segundo comunicado do órgão datado de 18 de maio, em meio às acusações de agressão sexual e tentativa de estupro.

REUTERS

19 de maio de 2011 | 07h05

"Eu nego, com a maior firmeza possível, todas as acusações feitas contra mim", disse ele em sua carta de renúncia, divulgada pelo FMI.

(Por Emily Kaiser)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFMIRENUNCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.