Sua missão: impedir a reeleição do presidente Barack Obama

WASHINGTON

Denise Chrispim Marin, O Estado de S.Paulo

27 de julho de 2011 | 00h00

PERFIL

John Boehner, presidente da Câmara dos Deputados dos EUA

O sossego do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, terminou em novembro passado, quando os democratas perderam a maioria na Câmara dos Deputados e a Casa passou ao comando do republicano John Boehner, de 61 anos. Considerado político astuto, o deputado de Ohio oportunamente assimilou as demandas da frente mais viva de seu partido - os radicais conservadores do Tea Party - e abriu várias disputas com a Casa Branca.

Boehner é o único republicano a desafiar Obama. O conflito em torno do aumento do teto da dívida pública deu maior clareza a essa circunstância. A diferença está no fato de Obama ter ambição de ser reeleito presidente em 2012. Boehner não é nem pretende ser candidato. Porém, tem a missão de destruir a chance de continuidade do governo democrata e de criar o ambiente favorável ao retorno dos republicanos.

A votação do pacote tributário de dezembro confirmou a habilidade de Boehner, ao extrair da Casa Branca o aval para a continuidade, por mais dois anos, da redução de impostos para os americanos com renda superior a US$ 250 mil e as grandes empresas. Dezembro de 2010, porém, estava bem mais longe do que hoje da eleição de novembro de 2012.

"Boehner é um experiente legislador, formado na prática da política, cujo instinto é o de fechar acordos. Mas ele percebe que seu partido, na Câmara, não admite compromissos com Obama", disse ao Estado Thomas Mann, sócio sênior do Brookings Institution.

Carreira. Boehner chegou à Câmara em 1991 e foi reeleito dez vezes. Segundo a revista New Yorker, é "o mais importante republicano do país, mas está longe de ser o mais conhecido, o que lhe dá alguma vantagem". Pode ser descrito como um conservador com estreito trânsito no meio empresarial. Fuma dois maços de cigarros por dia e, como o ex-fumante Obama, adora jogar golfe.

Descendente de alemães instalados em Cincinnati, Ohio, Boehner graduou-se em Administração de Empresas. Aderiu às fileiras republicanas em 1978 e iniciou sua carreira política como um dos garotos de Newt Gingrich, estrela do partido nos anos 80 e 90 e hoje pré-candidato à Casa Branca.

Em 2006, foi eleito líder republicano da Câmara. Três anos depois, com a posse de Obama, tornou-se um árduo opositor das medidas propostas pela Casa Branca, sobretudo a reforma dos planos de saúde. Com a conquista da maioria pelos republicanos, é o presidente da Câmara desde novembro de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.