Subsídio a eletrônicos deve aparecer em agosto, diz CNDL

O varejo de móveis e eletrônicos deve sentir a partir de agosto o reflexo da aprovação do crédito subsidiado na compra destes itens para mutuários do programa Minha Casa, Minha Vida. A avaliação é do presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Jr. Além da linha branca, o financiamento subsidiado abrangerá a compra de televisores e computadores. O anúncio da nova medida deverá ser feito na próxima quarta-feira, 12.

DAYANNE SOUSA, Agencia Estado

06 de junho de 2013 | 13h42

Todos os beneficiados pelo programa receberão um cartão magnético, que será operado pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil (BB), e com o qual vão poder adquirir os bens dessa cesta de produtos. Pellizzaro Jr. destaca, porém, que o governo ainda não definiu se estes cartões operarão com alguma bandeira ou em algum sistema de adquirência específico.

Analistas de mercado acreditam que a medida favorece companhias que atuam no segmento de eletrônicos, como Magazine Luiza e Via Varejo. No entanto, há incerteza sobre o potencial de estímulo às compras porque muitos consumidores já adquiriram itens como geladeiras e fogões durante o período de IPI reduzido. A inclusão de televisores e computadores na lista também é considerada positiva, uma vez que a redução de IPI só atingiu a linha branca.

Tudo o que sabemos sobre:
créditoMinha Casaeletrônicosvarejo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.