Subsídio de energia para indústria cai 10%

A ministra de Minas e Energia, Dilma Roussef, disse hoje que será publicado nesta terça-feira um decreto dando início a um processo de realinhamento tarifário pelo qual se reduzirá em 10% o subsídio às tarifas industriais - subsídio pago pelo consumidor residencial."Essa redução não implicará, contudo, em aumento da tarifa média cobrada pelas distribuidoras. O que ocorrerá será um pequeno reajuste interno na tarifa", disse a ministra após reunião realizada com empresários, em São Paulo.Dilma resolveu diluir no tempo o realinhamento tarifário previsto durante a gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O decreto assinado pelo governo anterior previa redução de 20% ao ano no subsídio às tarifas industriais a partir deste ano. "Vamos fazer de uma forma mais gradual", afirmou.Segundo ela, neste ano a redução do subsídio será de 10%. Em 2004, de 15% e a partir daí ocorrerão três reduções anuais de 25% ao ano. A ministra afirmou que o objetivo é testar o impacto desse realinhamento de preços sobre as indústrias.De acordo com a ministra, o governo está preocupado com impactos regionais desse realinhamento, uma vez que pode interferir nos planos de atração de indústrias em alguns Estados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.