Lefteris Pitarakis/AP
Lefteris Pitarakis/AP

carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Subsídios agrícolas preocupam Dilma

Durante discurso na cúpula do G-20, a presidente alertou que o atual cenário econômico pode levar alguns países a adotarem medidas protecionistas

Fernando Nakagawa, enviado especial, O Estado de S. Paulo

16 de novembro de 2015 | 02h03

ANTÁLIA, TURQUIA - A preocupação com o aumento dos subsídios agrícolas fez parte do discurso da presidente Dilma Rousseff no almoço de abertura da reunião de cúpula das 20 maiores economias do mundo, o G-20. A presidente cobrou ainda dos países responsabilidades diferenciadas nas metas para o clima. Dilma sugere que economias ricas tenham maiores responsabilidades e apoiem nações em desenvolvimento. 

Durante o discurso, Dilma alertou que o atual cenário econômico pode levar alguns países a adotarem medidas protecionistas. Como negociadores brasileiros têm sinalizado recentemente, Dilma demonstrou preocupação com a possibilidade de que a queda do preço das matérias-primas aumente a concessão de subsídios, especialmente os agrícolas.

Apesar da preocupação com subsídios a alguns setores do campo, Dilma ressaltou a importância de se proteger pequenos produtores, pois eles respondem pela maior parte da oferta de alimentos.

Fora da economia, Dilma expressou o desejo do Brasil de que o mundo alcance um acordo justo e, ao mesmo tempo, ambicioso e duradouro na conferência sobre o clima, a COP, que será realizada nos próximos dias em Paris.

Tudo o que sabemos sobre:
economiaG-20subsídios agrícolas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.