Sueca Skanska investe US$ 18 mi em geradora de Fortaleza

A empresa sueca de construção Skanska AB anunciou que pagou US$ 18 milhões por uma participação de 35% em uma empresa recém-criada que controlará e operará a geradora Breitener Energética no Brasil. A geradora está sendo construída pela sua subsidiária argentina, a Sade Skanska, em um consórcio com a holandesa Arcadis Logos e duas empresas brasileiras, a EIT e Orteng.As três últimas companhias também são co-parceiras na Breitener Energética, detendo uma participação combinada de 35%, com a Petrobras assumindo 30% da geradora. O projeto está sendo financiado por empréstimos do BNDES, Unibanco e Hermes, agência de crédito de exportação da Alemanha.A geradora Breitener, que terá uma capacidade de 153 MW, está sendo construída em Fortaleza, no Ceará, e faz parte do Programa Estratégico de Emergência de Energia Elétrica. A construção foi iniciada e a produção de eletricidade poderá começar em outubro de 2002.O investimento é o segundo da Skanska no setor brasileiro de energia. Durante certo período, a Skanska detinha 50% da Ponte de Pedra, hidrelétrica com capacidade de 180 MW.

Agencia Estado,

06 de junho de 2002 | 09h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.