FOTO SUHAI SEGURADORA
FOTO SUHAI SEGURADORA

Juros

E-Investidor: Esperado, novo corte da Selic deve acelerar troca da renda fixa por variável

Suhai atende nicho de veículo que grande seguradora despreza

Executivo da seguradora diz que companhia oferece pacotes compactos de serviços mais baratos

Entrevista com

Robson Tricarico, executivo da Suhai Seguradora

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2020 | 05h00

Especializada em seguro para veículos acima de dez anos, a Suhai tem carteira com 300 mil clientes e oferece “seguros compactos”, só para roubo e furto, o que permite preço inferior ao de companhias que só oferecem cobertura total que inclui, por exemplo, perda parcial. Essa estratégia tem atraído entregadores e motoristas de serviços de aplicativos que tiveram demanda ampliada com a epidemia da covid-19.

Por que o foco em veículo mais velho?

A principal empresa da nossa holding é líder em segurança pessoal. Em virtude dessa expertise decidiu abrir uma seguradora voltada ao segmento de veículos com propósito de inverter índices como o de que 98% das motos circulam pelo País sem proteção, assim como 70% dos carros e 85% dos caminhões. Oferecemos um seguro compacto, com cobertura que inclui só furto e roubo. Outras coberturas são opcionais.

Qual a vantagem desse seguro?

Quando se tira, por exemplo, cobertura de perda parcial (para consertos) há redução do valor e camadas da sociedade conseguem proteger seus veículos por valor acessível. Além disso o alto índice de recuperação também reduz os preços.

Como faz a seguradora tradicional?

No fundo são empresas de estatística que medem o risco pelo perfil do cliente. Quanto maior o risco, maior o valor do seguro. Também temos estatísticas para compor o preço, mas como recuperamos mais do que outras companhias, nossa perda é menor e isso é repassado ao preço. Assim, conseguimos atrair clientes com perfis considerados de alto risco que muitas seguradoras não aceitam ou cobram preços abusivos.

A Suhai é única a atuar nesse nicho?

Todas as seguradoras têm produto que cobre só furto e roubo, mas normalmente focam naqueles com cobertura total e atuam também com seguro de casas, vida, etc. Nós focamos em um único tipo de seguro e aceitamos qualquer veículo para qualquer perfil de utilização.

Como faz para obter alto índice de recuperação?

Temos um centro de inteligência estratégico com mapeamento de dados da sinistralidade que facilita a recuperação.

Houve queda de vendas por causa do coronavírus?

No início sim, mas temos conseguido êxito nas vendas para pessoas que trabalham na rua, como entregadores e motoristas de aplicativos que tiveram o trabalho aumentado e estão mais expostos a riscos.

Tudo o que sabemos sobre:
epidemiacoronavírusseguro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.