Reuters
Reuters

Suíça mantém juro abaixo de 0,25% ao ano e revê inflação para zero em 2014

Pela 14ª vez seguida, o banco central suíço manteve inalterada a taxa de juros para os próximos três meses

Estadão Conteúdo

11 Dezembro 2014 | 09h26

O Banco Nacional da Suíça (SNB, banco central da Suíça) reafirmou nesta quinta-feira que vai intervir no mercado de câmbio para evitar que o franco suíço não se valorize mais do que o atual patamar, de 1,20 por euro, dizendo que este limite segue como um "instrumento chave" para conter a pressão ascendente sobre a moeda.

Com isso, pela 14ª vez seguida, o banco central suíço manteve inalterada a meta de taxa de juros para os próximos três meses, entre 0,0% e 0,25%. O SNB pretende "continuar a aplicar a taxa de câmbio mínima com a maior determinação", disse em um comunicado após a sua revisão de política trimestral regular, acrescentando que a moeda local ainda está muito valorizada. "Estamos preparados para comprar moeda estrangeira em quantidades ilimitadas para esta finalidade".

O SNB tem acompanhado movimentos da taxa de câmbio com o receio de que um franco suíço mais forte pudesse minar a competitividade das exportações para a União Europeia, o maior mercado para produtos suíços.

A instituição financeira reduziu sua previsão para a inflação média para 0,0% em 2014, ante uma previsão anterior de 0,1%, estimada na reunião de setembro. Também houve diminuição da projeção para 2015, para queda de 0,1%, ante alta de 0,2% na estimativa anterior. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Suíça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.