Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Sul bate seu recorde de consumo instantâneo de energia

A região Sul bateu ontem seu recorde no consumo instantâneo de energia elétrica, ao atingir 11.809 megawatts (MW) às 14h31min. O recorde anterior havia sido atingido em 10 de janeiro, quando bateu os 11.503 MW de consumo instantâneo. O pico no consumo ontem representou uma variação de 1.780 MW acima da média do dia observada na região Sul, que ficou em 10.029 MW médios, conforme dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).Os técnicos do ONS já estavam prevendo que os picos no consumo de energia elétrica no Brasil deverão ser uma constante nos próximos meses, devido à conjunção de três fatores: a antecipação do término no horário de verão; o menor volume de chuvas este ano (o que gera uma temperatura média mais alta) e a economia aquecida. Geralmente o pico no consumo ocorre por volta do período entre as 16 horas e 19 horas, quando os trabalhadores estão voltando para as suas residências e as empresas ainda estão em plena atividade operacional.Embora os picos não afetem o consumo como um todo de forma relevante, o movimento exige uma atenção maior por parte do ONS na administração das usinas, devido à grande variação no nível de consumo em poucos minutos. Ontem, por exemplo, o pico no consumo no País atingiu 62.014 MW às 16h16min, cerca de 6.670 MW acima do consumo médio, que ficou em 55.346 MW médios ao longo do dia. Para atender esses picos, o ONS tem de ligar e desligar diversas usinas para equilibrar a oferta e a demanda de energia, evitando possíveis apagões.

ALAOR BARBOSA, Agencia Estado

22 de fevereiro de 2008 | 18h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.