Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Sulgás anuncia reajuste de 9,7% no preço do gás natural

A Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás) anunciou nesta segunda-feira, 16, um reajuste de 9,7% no preço do gás natural para indústria, comércio e segmento veicular. A nova tarifa já está valendo. De acordo com a empresa, os consumidores residenciais não serão afetados.

JULIANA DIÓGENES, ESPECIAL PARA AE, Agencia Estado

16 de setembro de 2013 | 21h37

De acordo com a Sulgás, o reajuste se deve à alta do dólar. O último aumento para os segmentos industrial e comercial, de acordo com a companhia, havia sido em julho do ano passado.

A alta provocou reação no setor industrial, que representa 71% do consumo de todo o gás natural comercializado no Estado, que totaliza 1,8 milhão de metros cúbicos por dia. Segundo Heitor José Müller, presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), o reajuste eleva os custos de produção das 113 indústrias que utilizam gás no Estado e diminui a competitividade das empresas.

Müller destacou que as indústrias realizaram fortes investimentos na troca de equipamentos para adequação ao novo combustível e que, por isso, o reajuste provoca incertezas em relação ao futuro do mercado. O presidente da Fiergs também lembrou que o Rio Grande do Sul já enfrenta escassez de gás natural devido à falta de estrutura em transporte para atender as atuais demandas, pois conta somente com o gasoduto Bolívia-Brasil.

Os setores metal-mecânico; máquinas e equipamentos; móveis; têxtil; alimentos e químicos foram os mais afetados com o aumento no preço do gás, segundo a Fiergs.

Tudo o que sabemos sobre:
Sulgás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.