Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Summit vai debater rumos para o etanol

Evento discutirá, nos dias 17 e 18, temascomo a internacionalização do combustível

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2019 | 05h00

O Brasil pode passar a produzir entre 47 e 50 bilhões de litros de etanol por safra até 2028, ante 33 bilhões de litros no ciclo 2018-2019. A afirmação é do presidente da União da Indústria de Cana de Açúcar (Unica), Evandro Gussi. Segundo o executivo, o crescimento será possível graças à adequação e ampliação das plantas de produção e ao RenovaBio, nova política de combustíveis renováveis.

É esperada para este mês a autorização do governo federal para que o setor de biocombustíveis possa emitir debêntures para captar recursos estimados em R$ 62,3 bilhões por ano.

Este e outros temas, como a inovação no segmento, serão abordados no Ethanol Summit, a ser realizado em São Paulo nos dias 17 e 18 de junho. O Estadão e o Broadcast Agro, plataforma de notícias do agronegócio em tempo real, são parceiros de mídia do evento.

Para Gussi, a proposta do Summit é justamente colocar em perspectiva os avanços do segmento e traçar os desafios para os próximos anos, como a internacionalização. “Precisamos mostrar ao mundo os benefícios do álcool”, afirmou o executivo, que recentemente foi à Índia e à China. 

A troca de informações sobre o setor foi um dos pontos de recente encontro com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. “Ela nos trouxe a demanda de compartilhamento de tecnologia com outros países”, disse Gussi.

A ministra será uma das palestrantes do evento, que terá ainda participação do presidente Jair Bolsonaro, do presidente do BNDES, Joaquim Levy, e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O evento, neste ano, ainda terá, nos dois dias, um hub de Inovação, que mostra os benefícios do uso de tecnologia. “As queimadas (na colheita da cana) foram abolidas. Toda a safra passa por processo de mecanização”, afirma Gussi, que também destaca a qualificação da mão de obra do setor nos últimos anos. Informações sobre o evento estão no site.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.