FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Summit/Necton: reforma da Previdência garante a sobrevivência desse governo

André Perfeito, economista-chefe da Necton, defendeu que a situação fiscal no Brasil no momento não é séria, "mas extremamente séria"; ele participa de painel no Summit Imobiliário que acontece nesta terça, 16

Fabiana Holtz e Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2019 | 11h24

Na avaliação do economista-chefe da Necton, André Perfeito, o empresariado tem razão em manter o tom animado com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, mas a realidade ainda não atendeu as expectativas. 

Perfeito participa nesta terça-feira, 16, do painel "Política econômica como alavanca da indústria imobiliária (e vice-versa)", no Summit Imobiliário Brasil 2019, promovido pelo jornal O Estado de São Paulo, em parceria com o Secovi-SP, em São Paulo.

"Essa reforma garante a sobrevivência desse governo e essa semana será muito importante para Paulo Guedes se posicionar", afirmou. Sobre o setor imobiliário neste momento no Brasil, Perfeito avalia que a grande questão é de onde virá o funding para financiar o mercado.

Segundo o economista-chefe, a situação fiscal no Brasil no momento não é séria, "mas extremamente séria" e defendeu que o País vive uma crise que vai além das questões políticas. "A ideia é que fazendo essa reforma se fará um fluxo de caixa bom e o juro cai. Só que o juro tem encontrado um problema que é a atividade econômica. O juro baixou e a atividade não tem crescido como esperado", observou.

Presente no mesmo debate, o diretor de produtos de crédito e recuperações do Santander, Gustavo Alejo Viviani, avaliou que a reforma pode fazer com que de fato a economia volte a andar. Segundo ele, a Previdência é apenas um dos desafios que se apresenta para o setor continuar crescendo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.