Superávit comercial chinês é de US$21,4 bi, exportações caem

A China registrou um saldo na balançacomercial menor que o esperado em junho, de 21,35 bilhões dedólares, à medida que um crescimento mais lento nas exportaçõescontribuiu para os receios de que a queda na demanda em outroscontinentes possa estar começando a atingir a economia do país. O superávit foi maior que os 20,2 bilhões de dólares emmaio, mas significativamente menor que os 26,9 bilhões dedólares em junho de 2007, e ficou abaixo da expectativa deeconomistas de 22,4 bilhões dólares. Notadamente, as exportações subiram somente 17,6 por centoante junho do ano anterior, e caíram contra os 28,1 por centoem maio. Economistas esperavam um crescimento de 23,4 porcento. Segundo analistas, o desaquecimento pode reforçar ostemores existentes sobre o setor de exportações à medida em quea demanda global cai. "Há expectativas de que haja um afrouxamento na políticaeconômica, especialmente para um aumento nos descontos emimpostos para exportações em alguns setores", afirmou MaXiaoping, analista no HSBC em Pequim. Analistas colocaram ainda que os dados podem dar mais forçacontrária à valorização do iuan.

ZHOU XIN E JASON SUBLER, REUTERS

10 de julho de 2008 | 08h40

Mais conteúdo sobre:
MACROCHINASUPERAVIT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.