Superávit comercial da Coreia do Sul cai a US$ 5,53 bi em janeiro

O superávit comercial da Coreia do Sul diminuiu para US$ 5,53 bilhões em janeiro, em relação ao saldo positivo de US$ 5,75 bilhões registrado no mês anterior. A leitura de janeiro ficou acima das projeções dos analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam superávit de US$ 2,16 bilhões.

Estadão Conteúdo

01 Fevereiro 2015 | 09h13

As exportações da Coreia do Sul recuaram 0,4% em janeiro, em comparação com o mesmo mês do ano passado, para US$ 45,37 bilhões, após subirem 3,6% dezembro, de acordo com dados preliminares do Ministério do Comércio. A média das projeções dos analistas era de uma queda de 3,0% das exportações. O declínio das exportações em janeiro, embora tenha sido em um ritmo menor que o esperado, deverá provavelmente elevar a pressão sobre o Banco da Coreia (o banco central do país) a anunciar mais cortes de juros neste ano.

O Ministério atribuiu o declínio das exportações aos baixos preços do petróleo, que reduziram o valor dos embarques sul-coreanos de produtos refinados de petróleo e petroquímicos. As exportações do país para a Rússia e países do Oriente Médio, afetados pela queda dos preços da commodity, bem como a União Europeia, sofreram um revés, afirmou o órgão.

Segundo o órgão, as importações recuaram 11% em janeiro, em comparação com o mesmo mês de 2014, para US$ 39,84 bilhões, após uma recuo de 0,9% em dezembro. As projeções dos analistas eram de queda de 3,7% em janeiro. O recuo acentuado das importações também foi provocado pelo declínio dos preços do petróleo, afirmou o Ministério. A Coreia do Sul é um grande importador de energia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Coreia do Sul Superávit Comercial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.