Superávit comercial da zona do euro sobe em julho

O superávit comercial da zona do euro (grupo dos 16 países que adotam o euro como moeda) atingiu o nível máximo dos últimos sete anos em julho, com um aumento significativo das exportações, o que tornou mais provável que a economia da região esteja crescendo no terceiro trimestre deste ano. Segundo a Eurostat, os 16 países que usam o euro tiveram superávit combinado de 12,6 bilhões de euros (US$ 18,5 bilhões) em julho, o maior desde julho de 2002, quando foi de 13,5 bilhões de euros.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

17 de setembro de 2009 | 09h04

O superávit foi maior do que o volume de 9 bilhões de euros esperado pelos economistas. A Eurostat também revisou em alta sua estimativa para o superávit comercial de junho, para 5,4 bilhões de euros, de 4,6 bilhões de euros anunciado anteriormente.

O crescimento do superávit comercial em julho refletiu um aumento das exportações, que subiram para 115,3 bilhões de euros, de 106,9 bilhões de euros em junho. Enquanto isso, as importações cresceram mais modestamente, para 102,7 bilhões de euros em julho, de 101,6 bilhões de euros um mês antes.

Em uma base sazonalmente ajustada, as exportações cresceram 4,1% em julho em relação a junho, enquanto as importações diminuíram 0,3%, passando para um superávit de 6,8 bilhões de euros, de 2,3 bilhões de euros em junho. Esse foi o segundo mês seguido de aumento das exportações. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
comérciobalançazona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.