Superávit comercial da zona do euro sobe; inflação estável

O superávit comercial da zona do euro subiu para 3 bilhões de euros (US$ 3,52 bilhões) em abril, do nível revisado de 2 bilhões de euros (US$ 2,35 bilhões), de acordo com dados divulgados pela Agência de Estatísticas da União Européia (Eurostat). O dado de abril confirmou a previsão dos analistas de que a região tivesse um saldo comercial de 3,1 bilhões de euros. As exportações da região em abril caíram 2,7%, para 85,4 bilhões de euros, ante os 87,8 bilhões de euros de março. As importações diminuíram 4%, do nível revisado de 85,8 bilhões de euros em março para 82,4 bilhões de euros em abril. Inflação estável A inflação na zona do euro ficou abaixo da meta referencial do Banco Central Europeu, com a queda dos custos relacionados a energia e a apreciação do euro ante outras moedas fortes atenuando as pressões inflacionárias. Dados divulgados pela Eurostat mostraram que o índice de preços ao consumidor (CPI) subiu 1,9% em maio, ante o mesmo mês de 2002. A alta anualizada ficou abaixo da meta referencial de 2% do BCE pela segunda vez em três anos. Ante abril, os preços aos consumidores ficaram estáveis. A Eurostat informou ainda que o núcleo do CPI, que expurga itens voláteis, como alimentos e energia, também recuou para abaixo de 2%, ao apresentar alta anualizada de 1,8% em maio. Os dados de maio e a expectativa de que a inflação siga abaixo de 2% nos demais meses do ano deixam o caminho aberto para que o Banco Central Europeu promova novas flexibilizações monetárias. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.