Superávit comercial já ultrapassa estimativa do BC para o ano

A balança comercial começou novembro com um superávit (exportações descontadas importações) de US$ 433 milhões na primeira semana do mês. Com esse resultado, o saldo acumulado no ano subiu para US$ 20,773 bilhões, já ultrapassando a mais recente estimativa de superávit feita pelo Banco Central (BC) para todo o ano de 2003 (US$ 20,5 bilhões). No mesmo período do ano passado, o superávit comercial era menos da metade do valor já alcançado neste ano: US$ 10,058 bilhões.Segundo dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as exportações acumuladas neste ano até a primeira semana de novembro chegaram a US$ 61,9 bilhões, com crescimento de 23,6% em relação aos US$ 50,075 bilhões do mesmo período de 2002. As importações totalizam no ano US$ 41,127 bilhões, ante US$ 40,017 bilhões em 2002, com um crescimento, até agora, de 2,8%. Queda em relação a outubroEm relação a outubro desse ano, no entanto, as exportações da primeira semana de novembro registraram queda de 6,1%. O ministério do Desenvolvimento atribuiu esse retração à diminuição nas vendas de produtos básicos e manufaturados. A média diária das vendas de produtos básicos ao exterior caiu 9,4% e a de manufaturados diminuiu 5,5%. Já os produtos manufaturados tiveram aumento de 3,6%.As importações da primeira semana de novembro totalizaram US$ 1,111 bilhão. A média diária, de US$ 222,2 milhões, cresceu 15,5% em relação a novembro de 2002. Ampliaram-se nesse período as compras, principalmente, de produtos para indústrias químicas (87,6%), borracha (31,8%), combustíveis e lubrificantes (24,1%), adubos e fertilizantes (22,3%), equipamentos mecânicos (21,5%), siderúrgicos (20,5%), plásticos (16%) e instrumentos de ótica e aparelhos médicos (14,6%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.