Superávit comercial semanal cai a US$319 mi

O superávit comercialbrasileiro recuou a 319 milhões de dólares na segunda semana deabril, menos da metade do saldo apurado na semana anterior,mostraram números do Ministério do Desenvolvimento, Indústria eComércio Exterior nesta segunda-feira. O desempenho resultou de exportações de 3,072 bilhões dedólares e importações de 2,753 bilhões de dólares entre os dias7 e 13 de abril. Na primeira semana do mês, o superávit comercial havia sidode 842 milhões de dólares, o maior resultado semanal apurado noano. De uma semana a outra, no entanto, as exportações caíram6,7 por cento na comparação pela média diária, enquanto asimportações subiram 22,9 por cento. A retração das vendas externas foi concentrada em produtosbásicos (queda de 13,2 por cento), com destaque para soja emgrão, minério de cobre e milho em grão; e de manufaturados (9,3por cento), em razão do desempenho das vendas de óleoscombustíveis, açúcar refinado, autopeças e celulares, entreoutros. O crescimento das importações, por outro lado, refletiuelevação nas compras externas de combustíveis e lubrificantes,equipamentes mecânicos, aparelhos eletroeletrônicos, químicosorgânicos e inorgânicos, informou o ministério. A comparação dos dados comerciais deste ano com os de 2007também permanece desfavorável. A média diária de exportaçõesacumulada em abril está 1,9 por cento superior à média diáriade todo o mês de abril de 2007, enquanto a média dasimportações aumentou 22,2 por cento no mesmo período decomparação. O saldo comercial acumulado no ano é agora de 3,998 bilhõesde dólares, com um saldo diário médio de 57,1 milhões dedólares --61,3 por cento inferior ao saldo médio registrado nomesmo período de 2007, de 147,7 milhões de dólares. (Reportagem de Isabel Versiani e Cláudia Pires; Edição deVanessa Stelzer)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.