Superávit comercial soma US$260 mi na 3a semana do mês

As importações crescentes continuarama achatar o saldo comercial brasileiro na terceira semana deabril, quando o superávit da balança foi de 260 milhões dedólares, mostraram dados do Ministério do Desenvolvimento,Indústria e Comércio Exterior nesta terça-feira. O saldo resultou de exportações de 3,279 bilhões de dólarese importações de 3,019 bilhões de dólares entre os dias 14 e 20do mês. O país acumula agora um superávit comercial de 1,421 bilhãode dólares em abril. A média diária de saldo está em 101,5milhões de dólares, 51,4 por cento abaixo da média de abril de2007 e 100,6 por cento superior à média de março. No ano, o superávit soma 4,258 bilhões de dólares, commédia diária de 56,8 milhões de dólares --valor 63,2 por centoinferior ao obtido no mesmo período do ano passado. As exportações em abril somam até o momento 8,985 bilhõesde dólares, com média diária de 641,8 milhões de dólares, valor3,1 por cento acima de abril de 2007. As importações totalizam7,564 bilhões de dólares, com alta de 30,7 por cento na mesmacomparação. Segundo o ministério do Desenvolvimento, no período houveaumento de 3,5 por cento nos embarques de produtosmanufaturados, com destaque para óleos combustíveis, tratores,partes de motores para veículos automotivos e autopeças. As exportações de semimanufaturados aumentaram 1,5 porcento, por conta de ferro fundido e semimanufaturados de ferroe aço; e a de produtos básicos, 1,1 por cento, com altas nasvendas de soja e café em grão e carne de frango. Os destaques das importações ficaram por conta de adubos efertilizantes (+73,2 por cento), combustíveis e lubrificantes(+51,1 por cento), veículos automóveis e partes (+47,6 porcento) e aeronaves e peças (44,1 por cento). (Por Isabel Versiani)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.