finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Superávit do governo central soma R$ 7,558 bi em março

O Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência e Banco Central) registrou superávit primário de R$ 7,558 bilhões em março, ou 40,7% maior do que o observado em fevereiro. O resultado ficou dentro do intervalo estimado pelos analistas ouvidos pelo AE Projeções, de R$ 7,4 bilhões a R$ 13,0 bilhões, mas abaixo da mediana de R$ 9,9 bilhões.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

25 de abril de 2012 | 14h56

O Tesouro Nacional contribuiu com um superávit de R$ 9,386 bilhões no mês passado, enquanto a Previdência registrou déficit de R$ 1,764 bilhão e o Banco Central teve resultado negativo de R$ 63 milhões.

No acumulado do primeiro trimestre, o Governo Central somou um superávit primário de R$ 33,754 bilhões, número 31,3% superior do que nos primeiros três meses de 2011. O resultado do ano corresponde a 3,31% do PIB, ante 2,67% do PIB de janeiro a março do ano passado.

O Tesouro Nacional registrou superávit de R$ 43,711 bilhões no trimestre, enquanto o déficit da Previdência para o período foi de R$ 9,913 bilhões. O BC, por sua vez, também teve déficit acumulado de R$ 44,1 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
contas públicasgoverno central

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.