Superávit e exportações do agronegócio batem recorde

O resultado das exportações e do superávit da balança comercial do agronegócio bateram recordes históricos em fevereiro para o período. Foi isso o que afirmou, nesta quarta-feira, o Ministério da Agricultura. Segundo balanço, o superávit foi de US$ 2,443 bilhões, crescimento de 3,8% na comparação com o mesmo mês de 2005 (US$ 2,397 bilhões). As exportações somaram US$ 2,887 bilhões, crescimento também de 3,8%. O dólar em baixa facilitou as importações, que cresceram 15,4% no mês passado. Os gastos com importação somaram US$ 443,6 milhões.Na avaliação do governo, o aumento das vendas externas foi impulsionado principalmente pelo crescimento das remessas de fumo, com alta de 22,4%; papel e celulose, com 18,3%; couros e produtos, com 15%; café, com 14%; e carnes, com 6%. Em meio à crise de preços altos do álcool no mercado interno, as exportações de açúcar e álcool caíram 2,7% em fevereiro deste ano. As vendas do setor sucroalcooleiro renderam US$ 310,275 milhões no mês passado, contra US$ 318,734 milhões em fevereiro de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.