carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Superávit fiscal em trajetória descendente

O resultado primário do governo central em agosto, divulgado esta semana, veio abaixo da expectativa de vários analistas. O que fez com que estes imediatamente sacassem suas calculadoras para revisar os números do superávit do setor público. Para baixo. O Credit Suisse (CS), por exemplo, reduziu sua estimativa de R$ 9,8 bilhões para R$ 7,2 bilhões e justifica: ''''O resultado, abaixo dos R$ 13,2 bilhões verificados no mesmo período do ano passado, reduziria o superávit primário acumulado em 12 meses de 4,35% do PIB, em julho, para 4,19% do PIB, em agosto.'''' Algo nada animador.A redução do superávit se deve, segundo os analistas do CS, a dois motivos principais: menor superávit primário do governo central ante igual período de 2006 e maior base de comparação do resultado das estatais, sobretudo as estaduais. Lembram, por exemplo, que, em agosto de 2006, a Cesp emitiu R$ 2,8 bilhões em ações para abatimento de dívida, o que provocou impacto negativo no governo do Estado de São Paulo, que adquiriu parte das ações (R$ 1,2 bilhão). Só que teve impacto positivo no desempenho das estatais estaduais. A operação, em termos líquidos, elevou o resultado primário do setor público em R$ 1,6 bilhão.Este ano, até julho, as esferas que mais contribuíram para o maior resultado primário do setor público foram os governos regionais, especialmente estaduais, e o governo central. No primeiro caso, o resultado pode ser atribuído ao fato de 14 governadores (de um total de 27) terem sido eleitos para seus primeiros mandatos em 2006. ''''Historicamente, as despesas crescem a um ritmo mais lento no início do primeiro mandato de um governador.'''' Já o resultado do governo central vem sendo beneficiado pelo forte ritmo de arrecadação.Mas qual a estimativa para o que resta do ano? Segundo Nilson Teixeira, a expectativa é de uma redução gradual do superávit primário do setor público como proporção do PIB daqui para a frente, chegando a 3,85% do PIB em dezembro. Ou seja, ligeiramente acima da meta de 3,80% do PIB.IMPRESSÃO DIGITAL Alain Belda, dirigente da Alcoa mundial, constata que, até agora, não houve qualquer mudança no padrão de vendas da gigante americana. ''''Sabemos que em algum momento vamos arcar com o custo de toda essa brincadeira da ciranda financeira, que começou nos EUA, e saber quem se machucou'''', disse ontem, de Nova York.O que já se sabe, porém, é que o terceiro trimestre do ano virá mais fraco, com a redução do ritmo da economia, com algumas fábricas nos EUA dando férias coletivas, principalmente as mais ligadas às exportações para a Europa. Agora, se o quarto trimestre será também fraco, Belda não se arrisca a prever.CARBOFLEX Para Manuel Felix Cintra Neto, da BM&F, o leilão de crédito de carbono realizado ontem, na Bolsa, foi um sucesso. ''''Não só pelo preço, mas pelo nível de participantes: atuaram os principais traders de crédito de carbono no mundo'''', comemora.As 800 mil toneladas de carbono saíram por R$ 34 milhões.REAÇÃOO Ministério da Fazenda informa: não acha que basta a auto-regulação dos bancos. Defende uma normatização e padronização das tarifas para que o cliente saiba exatamente o que e quanto está pagando. Sem tabelamentos.E alerta: uma das funções do CMN é regular o sistema financeiro.GAMEEstudantes de 44 faculdades de economia de 22 Estados estão participando, em São Paulo, dos ''''Jogos da Economia''''. Trata-se de um game de computador, criado pelo economista Paulo Sandroni, que consiste na resolução de problemas estruturais macro e microeconômicos, lançados pela faculdade concorrente, que inclui inflação, desvalorização cambial, taxa de juros, carga tributária e escassez de energia.''''Os estudantes se sentirão como se fossem ''''ministros da Fazenda'''''''', brinca Waldir Gomes Pereira, coordenador dos jogos e vice-presidente do Corecon-SP.WAY OUTOs ativos dos argentinos residentes, aplicados fora do país, caíram em 2005, mas estão voltando a subir. Entre dezembro de 2006 e junho último, segundo dados do Ministério da Economia argentino, cresceram US$ 3,6 bilhões .Pior, segundo o site Cityeconomika: a julgar pela movimentação do primeiro semestre de 2007, o fenômeno não dá mostras de reversão .MAIS AMENOAs famílias de vários acidentados da TAM, que tinham seguro de vida, já estão recebendo quantias milionárias. Só a Bradesco Seguros pagou a 42 famílias diferentes um total de R$ 28 milhões.''''Quatro receberam mais de R$ 1 milhão'''', confirma Luiz Trabuco, da seguradora.GIGANTEA Brascan Residential Properties lança sábado o Brascan Century Plaza - Green Valley, em Alphaville. Investimento de R$ 480 milhões.EM LEVASNão se sabe bem por que, mas as ações do setor financeiro subiram ontem de preço, levadas por uma onda de otimismo. Na terça-feira, foi o setor de mineração. E hoje?

sonia.racy@grupoestado.com.br, O Estadao de S.Paulo

27 de setembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.