Superávit no balanço de pagamentos aumenta em setembro

O superávit em conta corrente do balanço de pagamentos de setembro ficou em US$ 1,338 bilhão, segundo informou esta manhã o Departamento Econômico (Depec) do Banco Central (BC). O valor supera o US$ 1,220 bilhão de superávit alcançado em agosto. Com o resultado, o superávit em conta corrente acumulado de janeiro a setembro deste ano passou para US$ 3,856 bilhões, o equivalente a 1,07% do Produto Interno Bruto (PIB). Em igual período do ano passado, a conta corrente acumulava um déficit de US$ 7,438 bilhões (2,21% do PIB). No período de 12 meses até setembro último, o superávit ficou acumulado em US$ 3,600 bilhões (0,76 % do PIB). O valor acumulado do superávit em 12 meses até setembro do ano passado estava deficitário em US$ 13,219 bilhões. Investimento estrangeiroO investimento estrangeiro direto em setembro foi de US$ 739 milhões. O valor é menor do que os US$ 980 milhões ingressados em agosto último. O valor ficou abaixo da estimativa feita pelo chefe do Depec, Altamir Lopes, no final do mês passando, que era de um ingresso de cerca de US$ 850 milhões. O volume de investimentos ficou abaixo do valor registrado em setembro de 2002, quando o Brasil recebeu US$ 1,236 bilhão desse tipo de investimento. O investimento direto acumulado no período de janeiro a setembro corresponde a US$ 6,467 bilhões. O valor é US$ 3,533 bilhões inferior à meta de US$ 10 bilhões projetada para o ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.