Supermercados oferecem mais de 100 mil vagas

O setor de supermercados tem entre 100 mil e 150 mil vagas abertas, sem conseguir preencher por causa do apagão da mão de obra. Isso significa 20% do segmento. Segundo o presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), João Galassi, esse tem sido um dos grandes gargalos do segmento.

Renée Pereira, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2011 | 00h00

Além dessas vagas, o volume de investimentos previsto para o ano deve intensificar o problema. "Mas não é só contratação. Há dificuldades para retenção e treinamento de pessoal."

Ele destaca que a carência de mão de obra está espalhada por todo o País. "O déficit do mercado é geral e em todas as atividades. Antes o problema era mais no Nordeste por causa da forte expansão." Galassi afirma que os cartazes com "procura-se" não estão surtindo mais efeito. "Quase todos os nossos contratados estão sendo treinados por nós. Nosso maior desafio é criar uma alavanca que prepare os jovens para o setor."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.