Supermercados paulistas registram deflação de 0,77% em julho

Os preços dos produtos comercializados nos supermercados do Estado de São Paulo caíram em média 0,77% em julho. As reduções atingiram quase todos os segmentos pesquisados: alimentos, bebidas, produtos de limpeza e higiene. Dentro do grupo Alimentos, os chamados semi-elaborados tiveram retração de 0,86%, por conta dos cereais (-1,17%) e pescados (-5,21%). O preço do frango foi o único que subiu (6,93%).Entre os industrializados, a queda foi de 0,51%, sendo que o açúcar caiu 4,6%. Já os hortifrutigranjeiros recuaram 4,25%, com destaque para os tubérculos, cuja redução foi de 15,58%. As bebidas não-alcoólicas também tiveram seus preços reduzidos, em 0,17%, e as alcoólicas subiram 3,75%. Os produtos de limpeza registraram queda de 0,95% e os artigos de higiene e beleza caíram 0,5%.A deflação registrada pelo Índice de Preços dos Supermercados (IPS), que é medido mensalmente pela Associação Paulista de Supermercados com base no Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), manteve-se praticamente no mesmo patamar de junho, quando fechou em 0,69%. As duas quedas consecutivas, no entanto, não reduziram a variação positiva acumulada no ano, que chega a 6,54%. Nos últimos 12 meses, o IPS subiu 23,33%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.