Supermercados registram inflação de 0,73% em maio

A inflação dos produtos comercializados nos supermercados em maio foi de 0,73%, segundo divulgou hoje a Associação Paulista de Supermercados (Apas) com base na pesquisa realizada mensalmente pelo Índice de Preços dos Supermercados (IPS), calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A variação ainda é superior à da média anual, de 0,51% segundo a entidade, mas está 1,10 ponto porcentual abaixo do índice de abril, de 1,83%.Com a nova taxa, a variação de preços nos últimos doze meses está em 4,76% e a inflação acumulada no ano, em 2,80%.Ainda segundo os dados da Apas, os preços dos alimentos e das bebidas apresentaram alta de 0,69%. A variação é muito inferior à taxa de 2,08% do segmento do mês passado. Os preços dos alimentos semi-elaborados aumentaram 0,88%, os preços dos alimentos industrializados aumentaram 0,73% e os produtos in natura tiveram queda de preço de -0,83%. O preço da carne bovina caiu (-0,50%), assim como também o da carne suína (-1,75%), do frango (-0,25%) e do pescado (-2,04%). O preço do leite subiu 2,85% e o feijão 7,91%. O preço do pãozinho subiu 3,47% e dos biscoitos 1,94%.A maior variação de preços está no grupo dos hortifrutigranjeiros, de acordo com a apuração da Fipe divulgada hoje pela Apas. As frutas apresentaram queda de preços de 8,25%, enquanto os dos tubérculos subiram 11,13%. Os preços das bebidas não-alcoólicas e alcoólicas avançaram 1,63% e 0,83%, respectivamente. Os preços dos artigos de limpeza subiram 1,10% e os preços dos artigos de higiene e beleza 0,76%.Desde o início do Plano Real, o IPC-Fipe variou 144,42%, ante 70,84% do IPS calculado para a Apas, menos da metade da variação. Desde 1999, os preços registrados no atacado pela FGV acumulam alta de 170%, ante 58% do IPC-Fipe e 46% do IPS da Apas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.