Supermercados têm aumento de 2,7% nas vendas no 1º semestre

A Associação Brasileira de Supermercados (Abras) divulgou hoje, pela primeira vez, o Índice de Volume de Vendas do setor, com dados relativos ao primeiro semestre. Segundo o índice, o volume (vendas físicas) do setor cresceu 3,3% no bimestre maio/junho ante igual período do ano passado. No acumulado do primeiro semestre, o aumento foi de 2,7% ante o primeiro semestre de 2003. O Índice Nacional de Volume da Abras mostrou que, entre as 160 categorias de produtos pesquisadas, a cesta de mercearia doce é a cesta de produtos com maior participação (23%) no total de vendas do setor no primeiro semestre deste ano. No acumulado do volume físico de vendas, a cesta de mercearia doce cresceu 7% ante igual período do ano passado, aumento superior ao registrado no total do setor (2,7%). A segunda cesta de produtos com maior participação (19,5%) é a de bebidas não-alcóolicas (que na pesquisa inclui cervejas), cujo volume de vendas caiu 3,8% no primeiro semestre ante igual período de 2003. Segundo o responsável pela pesquisa da AC Nielsen, Olegário Araújo, a queda ocorreu porque o inverno neste ano foi mais rigoroso do que no ano passado, inibindo a venda de bebidas não-alcóolicas. Já a cesta de mercearia salgada, com participação de 15% no total das vendas, ficou praticamente estagnada no primeiro semestre (0,3%), ante igual período do ano anterior. Porcentual bem inferior ao crescimento registrado pela cesta de higiene, saúde e beleza (participação de 13%), que cresceu 5,3% no período. Ainda no primeiro semestre na comparação com igual período de 2003, cresceram as vendas de produtos perecíveis industrializados (3,2%), que participaram com 12,5% das vendas do setor. Houve aumento também no volume de vendas de artigos de limpeza (participação de 8,7% e aumento de 4,1%); produtos de bazar (4,8% de participação e 8,9% de aumento nas vendas) e bebidas alcóolicas (3,2% de participação e aumento de 2,1%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.