Supermercados têm o melhor ano em vendas desde 2002

Vendas reais do setor crescem 5,92% em 2007, puxadas pela melhora de indicadores econômicos no País

Lorena Vieira, da Agência Estado,

29 de janeiro de 2008 | 11h50

As vendas reais (descontada a inflação) dos supermercados cresceram 5,92% em 2007 na comparação com o ano anterior, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). É o maior aumento das vendas dos últimos cinco anos. De acordo com o presidente da entidade, Sussumu Honda, o aumento da renda, a expansão do crédito e a diminuição de desemprego, além do desenvolvimento de programas sociais do governo federal, foram fatores favoráveis para o bom desempenho do setor supermercadista em 2007. A recuperação dos preços dos alimentos também favoreceu o aumento das vendas no ano. Apesar de considerado positivo pela entidade, o resultado ficou 0,5 ponto porcentual abaixo da estimativa do setor para 2007. "Não alcançamos o índice projetado porque o mês de dezembro não foi tão forte quanto o esperado", afirmou Honda. Em dezembro, as vendas reais tiveram alta de 4,47%. A entidade projetava anteriormente um crescimento de 10% em relação ao mesmo mês de 2006. O presidente da Abras espera que o ano de 2008 tenha um crescimento semelhante ao de 2007, devido principalmente "à base econômica sólida brasileira". Para Honda, porém, o cenário atual é de incerteza e depende do rumo da economia mundial, principalmente de uma possível recessão nos EUA. "Nos próximos meses será muito importante avaliar a extensão da crise e que impacto terão as ações do governo nos EUA junto aos mercados."

Mais conteúdo sobre:
SupermercadosComércio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.