André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Suplente de Murilo Ferreira na Petrobrás renuncia

Membro do conselho da estatal, Clovis Torres Junior alegou motivos pessoais para sua saída; assim como Ferreira, ele estava em licença desde setembro

O Estado de S. Paulo

03 de novembro de 2015 | 22h36

O conselheiro da Petrobrás Clovis Torres Junior renunciou ao cargo na alta cúpula da estatal e também à presidência do conselho de administração da BR Distribuidora (subsidiária de combustíveis). Em comunicado divulgado nesta terça-feira, 3, a Petrobrás informou que a saída do executivo se deu por motivos pessoais. O executivo era suplente do presidente do conselho da petroleira, Murilo Ferreira, e, assim como ele, também estava em licença desde setembro.

A renúncia de Clovis Torres Junior acontece cerca de dois meses depois do pedido de afastamento de Ferreira, que acumulava a função com a de presidente da Vale. Executivo de confiança do mercado, Ferreira permanece afastado até 30 de novembro. 

Na época, a decisão de Ferreira foi comunicada por telefone ao presidente da Petrobrás, Aldemir Bendine. Ele alegou motivos pessoais e argumentou que a presidência da Vale exigia sua plena atenção.

Com o afastamento, o executivo deixou de participar de decisões de peso, como a definição de um novo corte de investimentos e a abertura de capital da BR Distribuidora. Desavenças em torno do tamanho do ajuste teriam motivado a saída temporária do executivo, segundo fontes. Hoje, Nelson Carvalho, professor da USP, responde pela função.

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrásMurilo Ferreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.