Susep decreta liquidação do fundo Geplan

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) decretou a liquidação da Geplan Sociedade de Previdência Privada. O superintendente da Susep, Hélio Oliveira Portocarrero, explicou que o fechamento da Geplan, antiga entidade de previdência privada sem fins lucrativos, ocorreu exclusivamente por conta da insuficiência técnica de suas reservas para cobrir os gastos com os atuais e futuros benefícios dos seus 13.661 associados.Segundo Portocarrero, desde agosto de 2000, a entidade vinha apresentando sucessivas insuficiências de reservas. Naquele mês, a insuficiência foi de R$ 1,1 milhão; em dezembro, esse número caiu para R$ 401 mil, mas em janeiro voltou a subir para R$ 502 mil. "Quando se trata de insuficiência de reservas, não podemos ser tolerantes por muito tempo, porque a tendência é a do déficit aumentar e fica cada vez mais difícil reverter o quadro, daí a opção pela liquidação da entidade", explicou.Ainda de acordo com Portocarrero, os atuais participantes poderão arcar com algum prejuízo. "Depois de acertarmos os débitos trabalhistas e fiscais, faremos o rateio com os participantes, que dependendo do aporte que fizeram poderão sim sair prejudicados." Até 19 horas de ontem, o Estado não conseguiu entrar em contato com os responsáveis pela Geplan, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.