Susep estuda redução do seguro obrigatório

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) estuda a redução dos seguros obrigatórios habitacional, de automóveis e embarcações. Segundo Hélio Portocarrero, superintendente da Susep, o mais provável é que seja aprovada, já em 2001, a redução do valor cobrado dos mutuários do Sistema Financeiro Habitacional e do seguro de barcos e navios. As mudanças estão sendo estudadas porque a taxa de sinistralidade (dos acidentes de carros e , no caso, de habitação, a inadimplência dos mutuários) diminuiu em todos os casos. "O seguro obrigatório de automóvel é um pouco mais complicado porque envolve receita para o orçamento da Previdência Social. Por isso temos que estudar com calma o impacto de qualquer redução", disse Portocarrero.Pela legislação vigente, 50% de tudo o que é arrecadado com o seguro obrigatório de automóvel, o DPVAT, vai para o INSS, com o compromisso de cobrir as despesas do governo com atendimento de emergência de acidentados no trânsito. Como os acidentes de trânsito foram reduzidos nos últimos meses, assim como a inadimplência de mutuários do Sistema Financeiro de Habitação, o valor do seguro pode cair.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.