carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

TAM e Lufthansa fazem parceria em programa de milhas

As companhias aéreas TAM e Lufthansa iniciaram uma parceria que permite aos clientes acumular e resgatar pontos do Programa Fidelidade TAM e milhas do Miles & More da Lufthansa em vôos operados por ambas as companhias. A integração dos programas de passageiros freqüentes faz parte de acordo firmado entre essas empresas no ano passado, com o objetivo de ampliar os serviços oferecidos aos clientes. De acordo com comunicado divulgado pela TAM, as companhias também planejam iniciar o compartilhamento de vôos ("codeshare") em rotas nacionais e internacionais já no primeiro semestre deste ano.Na primeira fase da parceria entre as duas empresas, os passageiros da TAM poderão utilizar os pontos acumulados no Programa Fidelidade para viajar em qualquer vôo doméstico e internacional operado pela Lufthansa. Da mesma forma, os participantes do programa Miles & More da Lufthansa podem converter suas milhas em pontos para serem utilizados em todos os vôos domésticos e internacionais da TAM.Stephan Lauer, membro da presidência do Grupo Lufthansa, diz, em nota, que a Lufthansa busca, com o acordo, "uma forma de aumentar a nossa oferta de vôos entre a Europa e o Brasil, o que virá com o code-share". O Grupo Lufthansa, incluindo a SWISS, conta com 21 vôos semanais entre o Brasil e a Europa, com vôos de São Paulo para Munique e Frankfurt, diariamente. A partir desses dois centros de distribuição, a Lufthansa oferece conexões para toda a Europa, Ásia e Oriente Médio. Ao todo, o grupo serve 188 destinos diferentes em 79 países e faz parte da Star Alliance.As operações da TAM para o exterior abrangem vôos diretos para 11 destinos: Nova York e Miami (EUA), Paris (França), Londres (Inglaterra), Milão (Itália), Frankfurt (Alemanha), Madri (Espanha), Buenos Aires (Argentina), Santiago (Chile), Caracas (Venezuela) e Montevidéu (Uruguai).

AE, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2008 | 10h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.