Tarifas da Energisa sobem a partir de 5ª em MG e RJ

A conta de luz vai ficar mais cara, a partir de quinta-feira (dia 18), para os clientes das distribuidoras Energisa Minas Gerais e Energisa Nova Friburgo (RJ). Os reajustes das tarifas das duas empresas foram autorizados hoje pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

LEONARDO GOY, Agencia Estado

16 de junho de 2009 | 17h34

No caso da Energisa Minas Gerais (antiga Cataguazes-Leopoldina), o aumento médio será de 2,23%. Para os clientes residenciais, a conta ficará 1,81% mais cara. Já as indústrias pagarão, em média, 3,49% a mais. A empresa abastece 361 mil unidades de consumo na região da zona da mata mineira.

Para a Energisa Nova Friburgo (antiga Cenf), a Aneel aprovou reajuste médio de 2,7%. As residências terão aumento de 1,23% e as indústrias, de 8,32%, em média. A concessionária leva energia elétrica a 89 mil unidades consumidoras do município fluminense de Nova Friburgo.

A Aneel colocará em consulta pública, entre amanhã e o dia 22 de julho, sua proposta de revisão tarifária da Companhia Energética do Maranhão (Cemar). A proposta da agência consiste em um reajuste médio de 4,99%. Para as residências, o aumento seria de 5,89%. Depois de concluir o processo de audiência pública, a Aneel aplicará o índice definitivo de reajuste a partir de 28 de agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaEnergisatarifas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.