Tarifas da Light terão aumento médio de 10,52%

As tarifas de energia elétrica nos municípios atendidos pela Light, no Rio de Janeiro, terão um reajuste médio de 10,52%. Esse porcentual não inclui PIS/Cofins, com o qual o aumento chegará próximo a 15,5%. O reajuste foi aprovado hoje pela Diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).A agência ressaltou, entretanto, que esse índice ainda poderá passar por pequenos ajustes até a data de início de sua vigência, dia 7 de novembro, porque, para chegar a esse porcentual, a Aneel levou em conta uma estimativa de IGP-M acumulado em 12 meses (até outubro) de 2,02%.Segundo os dados divulgados hoje pela Fundação Getúlio Vargas, porém, o índice foi um pouco superior - de 2,38%. Para os consumidores residenciais, o aumento da conta de energia deverá ficar em torno de 10,29%, considerando-se os 5,29% de reajuste autorizado pela agência mais o PIS/Cofins.Para os consumidores de energia de alta tensão - categoria que inclui comércio e indústria -, o reajuste autorizado varia de 20,55% a 22,71%. Ambos os porcentuais não incluem a incidência de PIS/Cofins, com o qual o reajuste, segundo estimativa da Aneel, ficará entre 25,55% e 27,71%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.