Tarifas da Varig e TAM aumentam de 2% a 10%

A TAM e a Varig aumentaram de 2% a 10% o preço das tarifas domésticas neste mês. A justificativa para o reajuste está nos altos custos operacionais resultantes da alta do combustível e do dólar nos últimos meses. A Vasp e a Gol informaram que não vão reajustar as tarifas. O preço da ponte aérea Rio-São Paulo (Congonhas-Santos Dumont) permanecerá o mesmo, segundo as empresas.No caso da Varig, as tarifas que ligam as cidades do Sul e Sudeste ao Centro-Oeste ficaram 5% mais caras a partir do dia 2. Os preços das passagens entre o Norte e Nordeste subiram 2%. O vôo que liga Congonhas (SP) a Curitiba (PR) ficou 8% mais caro. A ligação entre Congonhas e Brasília aumentou 10%. A Rio Sul, companhia regional do grupo Varig, alterou os preços no dia 5.Na TAM, o maior reajuste, de 10%, ficou para a rota São Paulo (Congonhas) -Caxias do Sul. Outros reajustes foram aplicados a partir do dia 1º na maior parte das 53 rotas atendidas pela TAM. A Varig, a Rio Sul e a TAM manterão promoções para determinados trechos por tempo indeterminado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.