Tarifas só aumentam após audiência pública, diz Duhalde

O presidente da Argentina, Eduardo Duhalde, disse neste sábado, em seu programa de rádio, que o aumento das tarifas dos serviços públicos só deverá ocorrer após a realização de uma audiência pública no Congresso Nacional. Duhalde salientou que entende as reclamações das empresas, mas disse que há um processo legal a perseguir, antes de qualquer decisão. Em suas declarações na Rádio Nacional, Duhalde, no seu espaço "Conversando com o Presidente", pediu aos pré-candidatos à presidência que "sejam mais prudentes em suas campanhas eleitorais, e advertiu que não se devem realizar denúncias com tanta leviandade e sem fundamentos". Duhalde recomendou também que os pré-candidatos devem ter mais cuidado e complementou: "Me dá a impressão de que tenho que pedir aos candidatos que sejam mais cautelosos, mais prudentes".

Agencia Estado,

20 de julho de 2002 | 12h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.