Taxa de cheques devolvidos em janeiro é a menor em 16 meses, diz Serasa

Índice caiu para 1,85%, ante 1,87% em dezembro; total de devoluções chegou a 1,673 milhão

Agência Estado,

19 de fevereiro de 2010 | 11h10

A taxa de cheques devolvidos no País em janeiro caiu para 1,85%, ante 1,87% em dezembro e 2,29% em janeiro de 2009, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Foi o menor porcentual verificado em dezesseis meses. Ao todo, foram devolvidos 1,673 milhão de cheques no primeiro mês do ano, e compensados outros 90,587 milhões.

 

Levando em conta apenas os meses de janeiro, o índice de 1,85% registrado no mês passado é o menor desde 2005, quando a devolução de cheques sem fundos foi de 1,53%.

 

Segundo os economistas da Serasa Experian, a recuperação da economia desde o segundo semestre de 2009, com consequente recomposição do nível de emprego, tem contribuído para a redução da inadimplência das pessoas físicas e jurídicas. Além disso, a normalização do mercado de crédito diminuiu o papel do cheque como alternativa de financiamento - movimento que foi bastante intenso durante o final de 2008 e boa parte de 2009 - favorecendo a melhora do risco desse instrumento de pagamento.

 

Em janeiro de 2010, o Amapá foi o estado com o maior porcentual de cheques devolvidos (11,93%). São Paulo, por sua vez, foi o estado de menor porcentual (1,41%). Entre as regiões, a Norte foi a com maior porcentual de devolução de cheques no primeiro mês do ano, com 4,30%. Na outra ponta do ranking está a Sudeste, com 1,51%. 

Tudo o que sabemos sobre:
Taxa de cheques, devolução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.