Taxa de desemprego da Espanha tem a primeira queda em 3 anos

Desocupação caiu para 19,79% no 3º trimestre, de 20,9% no período de abril a junho 

Danielle Chaves, da Agência Estado,

29 de outubro de 2010 | 07h53

A taxa de desemprego trimestral na Espanha teve o primeiro declínio em mais de três anos no período de julho a setembro deste ano, segundo o Instituto Nacional de Estatísticas (INE). A taxa de desemprego caiu para 19,79% no terceiro trimestre, de 20,9% no segundo trimestre, a primeira queda desde o segundo trimestre de 2007.

O INE afirmou que o setor de serviços da Espanha - o maior segmento da economia do país, que inclui a indústria de turismo - criou 144 mil postos de trabalho no terceiro trimestre. A temporada de verão espanhola colaborou para a criação de empregos no período.

Nos outros três setores medidos pelo INE - agricultura, indústria e construção - houve redução no número de vagas. O instituto também informou que o tamanho da força de trabalho espanhola diminuiu levemente.

Separadamente, a Eurostat anunciou que a taxa de desemprego na Espanha no mês de setembro subiu para 20,8%, de 20,6% em agosto. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.